quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Deck em Madeira


Bom dia amigos,

Hoje, vou tentar repassar a experiência que tive em realizar a construção de um Deck em madeira de aproximadamente 6m². A pedido da "cliente", a proposta deste deck, era fazer algo simples porém não tão pesado e que pudesse alongar a área de sua churrasqueira para receber convidados e desta forma tentar harmonizar com um pouco de verde o local em si.

Desta forma, pensei em aproveitar a entrada secundária da casa, uma vez que para se chegar até a churrasqueira, deve-se passar primeiro pelo Deck. O outro lado da casa, apresenta uma área bem maior, mas como este é o primeiro deck que construo, o ideal seria primeiro adquirir a experiência em algo menor, para depois ir se aventurando em algo maior.

Após algumas pesquisas pela net, cheguei a conclusão de que o material a ser usado seria o Pinus Autoclavado tratado. Por ter um bom preço e um resultado bacana, era só tirar as medidas e começar a ir à luta.


A área em questão era essa: 2,40m x 2,40m. Calculando os espaçamentos das pernas de serra em torno de 37cm e as ripas do deck sendo de 10 cm de largura, teria aí a compra de 07 pernas de serra e 24 ripas (e  mais uma para o acabamento na frente).



Com as madeiras (ripas e pernas de serra) entregues em casa, começa a hora da batalha. Em primeiro lugar, deve-se medir todas as ripas do deck e em seguida, começar a cortar uma a uma. A Serra tico-tico da Black & Decker, fez o seu papel de maneira extraordinária. Leve de se manusear e contando com uma guia para seguir o corte da madeira, esta parte do trabalho é "mamão com açúcar" sem grandes surpresas ao longo desta etapa.

Como dica de um melhor corte, faça duas marcações de medidas em cada ripa. Leve uma trena de uma ponta a outra do Pinus e faça uma marcação de medida em uma ponta e outra marcação na outra ponta. Ao final das duas marcações, traçe uma reta com uma régua para fazer a linha guia para o corte com a serra.

Se sobrar pedaços de madeira e se você tiver um pouco de imaginação, as sobras podem ser aproveitadas para algum outro trabalho no futuro. No meu caso, deu pra fazer um mini-deck e também um banco tipo demolição para colocar em cima do deck, mas isso em uma outra ocasião eu faço um post aqui pra mostrar para vocês.



Após tudo cortado, o trabalho começa a tomar um ritmo mais "enérgico", pedindo um pouco mais de mão de obra e tempo. Na verdade, até a etapa final, esta foi considerada a parte mais "chata" de todo o serviço em si; mas fazer o quê? Não quer deixar o local bonito? Então, vamos em frente!!

A dica que eu dou aqui em lixar o Pinus, é da seguinte forma: Lixar primeiramente, com uma lixa de madeira nº 50 para tirar todas as farpas e imperfeições ao longo da madeira. Passe a lixadeira com uma certa pressão para que nenhuma farpa fique ao longo do trabalho. Não é necessário passar a lixadeira na parte debaixo do Pinus. Passe na parte de cima e nas laterias.


Ao final de passar a lixadeira no Pinus, você sentirá que a madeira encontra-se um pouco áspera, necessitando aí de uma atenção especial. Para deixar a madeira lisinha, o aconselhado é passar uma lixa nº 80 ou nº100. Ao final desta tarefa, você já começa a sentir que o seu deck, já está começando a ficar com uma aparência profissional. Como conselho, a dica aqui é: Se você não tem uma lixadeira, prepare-se para a tarefa árdua que você terá pela frente. Uma lixadeira como esta, não custa mais do que R$ 160,00 e facilita demais o seu trabalho.


Depois de tudo lixado, é hora agora de começar a dar um tratamento para proteção e impermeabilização da madeira. Aqui, eu peguei as "pernas de serra" (madeira que serve como estrutura do deck), e dei um trato com óleo de linhaça (R$ 8,00 - 900ml). Além das pernas serem tratadas com veneno contra cupim e fungo, o óleo de linhaça protege contra a impermeabilização da água em si. A aplicação do óleo de linhaça foi feita em três demãos.


Com as pernas de serra tratadas com o óleo de linhaça, chega a hora de cuidar das ripas de cima do deck. Após lixadas, passe um pano úmido para tirar o excesso de serragem e poeiras em geral. O pinus por ser tradado, não necessita de maiores cuidados além do Stain que será aplicado mais à frente, mas como eu já havia comprado o Jimo Cupim, não custava nada eu passar uma demão em toda parte de cima na área do deck. Tome cuidado em passar o pano úmido para fazer a limpeza, pois a parte debaixo das ripas não foram lixadas, o que aumenta o risco de se machucar com farpas cravadas na madeira.


Após a secagem das ripas com o Jimo Cupim, coloque-as numa superfície plana e com um rolo, comece a passar o impregnante desejado. Aqui, eu usei o Sayerlack Polisten Castanheira. Tem duplo filtro solar e é hidrorepelente. Como dica, aconselho você a ir até uma loja de materiais de construção e procurar saber mais sobre estes produtos. Além de você saber o que é e para que serve cada um, as lojas oferecem diversas amostras dos impregnantes tingido nas madeiras.


Com a primeira demão terminada, aguarde em torno de duas horas para a segunda demão e mais duas para a terceira.


Repare a diferença entre a primeira e a segunda demão.


Note que já após a primeira demão, a ação hidro repelente do impregnante, já tem o seu efeito sobre o líquido posterior.


Após a secagem da parte superior, comece a proteger as laterais e ao final não esqueça de passar também na parte de baixo, pois embora acreditar que a água nunca vá passar por baixo, nunca se sabe se a área do deck um dia vai alagar. Portanto, gaste um pouco mais de tempo, mas faça o serviço bem feito. 


Com as madeiras prontas, vamos agora à colocação das pernas de serra na terra. A distância aconselhada entre uma e outra é entre 35 a 40 cm no máximo. Como a terra é irregular, o aconselhável aqui é deixar ela toda nivelada para que o seu deck não fique encaixado de maneira errada. Após nivelar a terra, certifique-se ainda de que entre cada perna de serra aplicada, está posicionada de forma correta e para isso, use em um nível para conferir uma a uma.


Após encaixar as pernas de serra, coloque um pouco de brita nos vãos para ajudar a nivelar e impedir que afundem com o peso.

Aqui, com as pernas de serra cravadas na terra e conferidas uma a uma no nível.


Para dar mais firmeza ao deck, aproveitei as britas que estavam sobrando e acumulei-as todas entre os vãos que sofrerão mais peso. Esta etapa, não era necessária. Coloquei as britas nos vãos apenas por capricho e garantir um pouco mais de estabilidade na conclusão do trabalho.

 

Daqui pra frente, é hora de exercitar o braço. No total deste trabalho, foram 175 pregos colocados, sem contar os que foram colocados para desempenar as ripas do deck. Como dica, eu aconselho a usar pregos galvanizados com cabeça 16x24 para pregar as ripas. Se você quiser usar cera de carnaúba para tapar os pregos ao final, também é uma boa opção.


Vá encaixando as ripas uma a uma e vá comandando o acerto de cada prego em cada perna de serra. As ripas empenam na madeireira e essa pequena envergadura, a gente só nota na hora em que for colocá-las na estrutura em si. Como dica, procure entre as ripas, a mais reta para servir como referência das demais.



Nesta foto você pode reparar que foi usado pregos maiores para ajudar a fazer a envergadura da madeira para ela ficar reta e se alinhar com a anterior. Em quase todas as ripas, será necessário este trabalho.



Note que aqui, foram necessário dois pregos para alinhar a madeira. É normal usar três e até quatro pregos numa mesma perna de serra. Força, o trabalho está quase lá!!


Após tudo pregado e acertado, eis o deck pronto. Para todas as ripas, o trabalho é sempre o mesmo: Encaixar, desempenar e pregar. Mas ao final o resultado é interessante e o aproveitamento do espaço é satisfatório. espero que tenham gostado e em breve publicarei um outro post com o aproveitamento das madeiras que sobraram. 




19 comentários:

  1. Respostas
    1. CARACA VEIO, MUITO BOM.. VOU CHAMAR VC PRA FAZER EM MINHA CASA... ABRAÇO!!

      Excluir
  2. Maurilio de Carvalho6 de julho de 2013 15:33

    Parabéns amigo,adorei sua postagem,irei fazer um deck parecido com esse e esclareci com voce todas minhas duvidas.

    ResponderExcluir
  3. Amigo qual o valor do metro quadrado aproximadamente?

    ResponderExcluir
  4. ficou show esse deck, tenho uma duvida, dá pra fazer numa area cimentada já e um pouco irregular?

    ResponderExcluir
  5. qual madeira é essa que vc chama de perna de serra?

    ResponderExcluir
  6. pessoal vi estes decks em http://deckdemadeiradeckdepiscina.com.br/deck-modular-deck-madeira.html achei muito interessante e facil de montar.....é uma outra opção prática e facil de fazer....um abraço a todos

    ResponderExcluir
  7. Boa noite tenho uma pousada www.pousadadamorena.com.br , fica em São Sebastião SP quero comprar e preciso de profissional que execute trabalho de instalação de decks em pinus tratado ,vcs fazem ? podem me indicar alguém?
    Meu contato pousadamorena@gmail.com , obrigado

    --

    ResponderExcluir
  8. Boa noite tenho uma pousada www.pousadadamorena.com.br , fica em São Sebastião SP quero comprar e preciso de profissional que execute trabalho de instalação de decks em pinus tratado ,vcs fazem ? podem me indicar alguém?
    Meu contato pousadamorena@gmail.com , obrigado

    --

    ResponderExcluir
  9. Caro Marcio Rodrigues, parabéns pelo ótimo trabalho, muito bem feito! E parabéns também por postar e compartilhar seu trabalho, está ajudando muitas pessoas pode ter certeza, inclusive eu, quero fazer um em uma área que tenho no fundo da minha casa, tem 4,65 x 1,41 e vou seguir suas dicas. Você saberia me dizer quanto saiu o m² deste deck? As pernas, acredito que você tenha usado cedrilho ou pinheiro, correto?

    ResponderExcluir
  10. Parabéns,ficou bonito,ajudou muito compartilhar!

    ResponderExcluir
  11. Só uma observação, a madeira que você utilizou na base, se ela estiver em contado direto com o solo (terra/pedras), a mesma de ser muito bem selada e impermeabilizada, para evitar que a mesma não apodreça ou seja danificada.

    ResponderExcluir
  12. Quais foram o tipo de madeira usada neste Deck?

    ResponderExcluir
  13. Parabéns pela publicação e obrigado pelas dicas. Trabalho muito bem feito.

    ResponderExcluir
  14. olá, venho colaborar através desta mensagem esperamos ajudar este blog que acompanhamos a um bom tempo,com esta grande novidade de deck. Deck de madeira wpc, a beleza da madeira sem necessidade de manutenção, para área de lazer, ao redor de piscina. Para obras de alto padrão. Fornecedor de construtotras e venda para consumidor final.Entregamos e instalamos em todo Brasil.Nosso site é www.wpcdobrasil.com.br itauna camuru deck rio preto são josé do rio preto sp aa madeira para deck piscina pastilha

    ResponderExcluir

ATENÇÃO:
Para postar um comentário sem se identificar, vá na caixa de seleção "Comentar como:" (acima do botão Publicar) e escolha a opção Anônimo.

Obrigado por seu comentário!! Em breve, entrarei em contato.